Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

14/Destaques/grid

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
O aguardado momento histórico da Família Cruz na Casa Plínio Amorim, no retorno dos trabalhos plenários do Legislativo de Petrolina, nesta terça-feira (6), acabou não se concretizando. Ao menos por enquanto. Devido a um pedido de liminar, através de mandado de segurança, o ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu em favor do vereador Domingos de Cristália (PSL), colocando novamente Alvorlande Cruz (PSL) na suplência.

Domingos havia sido cassado no último dia 9 de julho, em decisão unânime no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), por sete votos, sob a acusação de abuso de poder econômico e político nas eleições 2016. A denúncia foi protocolada junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pelo líder comunitário de Izacolândia Júlio César Monteiro, que disputou uma vaga de vereador naquele ano. O distrito, localizado na zona rural de Petrolina, é base eleitoral de Júlio César e Domingos.

A liminar deferida por Mussi, que foi o relator do processo, saiu na noite de ontem (5) e chegou à Casa Plínio Amorim cerca de uma hora e meia após o início da primeira sessão plenária no semestre. O presidente do Legislativo, Osório Siqueira (PSB), foi notificado da decisão em seu gabinete. Minutos depois, Domingos de Cristália chegou ao plenário e foi saudado por boa parte do público presente. Ele também fez questão de cumprimentar cada colega de Legislativo, em especial os da bancada de oposição, da qual faz parte. Apesar de já poder reassumir imediatamente a cadeira, que estava sendo ocupada por Alvorlande, Domingos preferiu fazer isso na sessão desta quinta-feira (8).

O líder da bancada governista, Aero Cruz (PSB), vivia a expectativa de poder atuar ao lado de Alvorlande. Seria a primeira vez na história da Casa que dois irmãos exerceriam o mandato na mesma legislatura. No entanto, segundo informações obtidas pelo Blog, os embargos do pedido da liminar seriam analisados ainda na tarde de hoje e, caso a liminar caia, Alvorlande voltaria mais uma vez a ocupar a vaga de Domingos.